Crazy in love

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Crazy in love

Mensagem por Pyo Hye Rim em 27th Julho 2016, 10:12 pm

Hush Hush:
Rp entre Pyo HyeRim e Alessa, apenas repórteres ou paparazzis podem dar o ar da graça para ter fofoca fresca. Se passa em um resort de luxo nas proximidades de Seoul, onde as duas passam um tempo juntas sem as crianças.

Pode conter cenas fortes e inapropriadas para menores.

_________________

Pyo
Pyo Rich Crazy Mother Fucker
Estilistas
avatar
Mensagens :
52

Idade :
41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Pyo Hye Rim em 27th Julho 2016, 11:14 pm



Crazy in love
If my love it's called insane, i like the nickname Crazy.

The Pyos


 Tinha sido uma semana infernal, pois quem não vive uma não é mesmo? O prazo dos lacaios estava para espirar, para me preparar psicologicamente, vou pra um resort com minha linda e perfeita Alessa, pois eu preciso relaxar, pois se não terei de ver o cirurgião plástico de novo mesmo que ele fale que tá lindo e não tem nada pra alterar por hora, ele é doido, só pode, quem nega dinheiro. Alessa... É faz sentido, existe gente que não precisa de dinheiro pra ser feliz.


Deixo as crianças com os empregados e entro no carro com Alessa, o motorista coloca a minha enorme mala no porta-malas enquanto espero por ela, carros sempre me deixam ansiosa, deveria ter pedido o helicóptero, mas seria rápido demais, queria passar tempo com quem eu amo. Fico no banco de trás, com as pernas cruzadas olhando pela janela, esperando Alessa chegar, pois só desci para dar ciao para meus bebês, pois a mala já havia sido mandada ser feita antes, mecho no celular impaciente, quando a avisto logo solto um suspiro longo e cheio de ternura.


O motorista segura a porta para Alessa e a fecha, indo para a frente do carro e pronto, carro em movimento, seguro a mão dela, selando nossos lábios por um momento, e depois limpando o batom de seus lábios, apoiando minha cabeça em seu ombro. Yeobo estava linda hoje, sempre está, mesmo vestida básica, mas ela completa o que eu tenho de mais, ela é a balança entre o extravagante e o simples, quem eu posso ser louca sem me preocupar.


-Yeobo... Sarangheio... Como foi seu dia, amore mio?


A fico olhando, sentindo a calma me dominar, ao menos este motorista era bem treinado e sabia ficar calado bem, ao menos era pago para isto, além que o vidro do carro abafava sons que ele não devia ouvir ao menos que eu quisesse.




Mozão ▪ In Love ▪ Tentando curtir o momento ▪ Vestindo





_________________

Pyo
Pyo Rich Crazy Mother Fucker
Estilistas
avatar
Mensagens :
52

Idade :
41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Alessa Pyo em 28th Julho 2016, 9:40 pm

Lost but now I am found
하늘에 꽃

Nem todos os livros e prazos expirados eram capazes de tirar Alessa do pedestal da paciência como Hyerim. Não que a mais velha a irritasse. Era pelo contrário, como preocupações. A estilista por um longo tempo juntas, nunca escondeu sua essência excêntrica e que por muito incrível, Alessa gostava de assistir em certas dosagens. A ideia de viajarem lhe pareceu como uma surpresa que tanto fez com que despertasse mais cedo, como também descer as linhas para que na sua ausência, os filhos fossem tolerantes o suficiente para que não as incomodassem.

Um tanto amedrontada, ficou muda quando mais cedo fazia revisões das análises literárias e pesquisas iniciadas para um novo projeto. Hye como de costume, atarefava-se em expandir os negócios o que por muitas conjeturas, fazia All as vezes sentir-se inútil. Claro que tal pensamento era afastado em um sopro quando visava alguma flor ou uma cor extravagante que lembrasse a esposa. Poucos detalhes a faziam arrematar grandes coisas.


Como sempre, Alessa era minimalista. Tentava extrair do pouco o muito e do muito, o suficiente. Que segundo,era necessário para sentir-se feliz. E a outra atendia isso. Era absurdamente incrível aos olhos da escritora :

Precisamos ir? Hye já está no carro? Bem, me ajude com esta malinha. Posso levar esta outra.- O tom de voz calmo naquele horário não era um hábito comum. Foi somente pensar que a outra pudesse a estar esperando que, já era um motivo perfeito para abrir um sorriso bobo e desenterrar aquela postura da menina da toscana de trança solta jogada por um lado da cabeça. Sua maneira de andar pelo corredor também era diferente. Íntimo e apressado como se fosse a última vez que a veria.

Não que se isso fosse capaz de acontecer, ela deixaria. Alessa poderia estruturar um pandemônio se fosse capaz, para aprisionar a parceira e queria que ela soubesse quase todos os dias. Fosse por um obrigado, ciúmes, impaciências, pedidos de desculpas ou que fosse. Era uma maneira de demonstrar amor através dos típicos gestos simples e duradouros.

A descida parecia ser impactante, dando um abraço em todos de uma maneira afetiva até distanciar-se para a entrada. Sentia-se orgulhosa mesmo sentindo que as três proles, tinham planos perversos para quando saíssem. Eram novos demais e intensos também.

E isso a agradava. A família lhe agradava.

Deslocou-se lentamente na companhia do motorista para perto do carro onde este mesmo, fizera pedido para que entregasse a bagagem. A mulher já tinha uma expressão extremamente fundida entre calma e alegria até dar mais proximidade ao lado que deveria seguir.

Ao dar entrada no carro, um arrepio salpicou a pele da nuca sentindo uma atmosfera diferente a fluir dentre os bancos. Hyerim apesar da ideia de irem de carro, sorria deixando com a mais nova ficasse simplesmente estática a observando de forma hiperbólica e admiradora. A mão do rapaz a fez despertar sorridente para que adentrasse com cuidado afastando com a mão em prol de dizer que estava bem.

Sabia como a outra reagia ao se deparar com situações que necessitassem de carro, não tardando para buscar as mãos alheias apertando de forma carinhosa ao sentir um selar doce repousar sob seus lábios em seguinte, vendo-a acertar o batom.  Deixou com que os dedos destacados pelas alianças, cintilassem com a investida intrusa do sol logo num olhar significativo, dizer que tudo ficaria bem.

Claro que tudo ia ficar bem.

Sentindo a cabeça desta repousar sob um de seus ombros, os lábios corais procuraram da melhor maneira possível, selar o topo da cabeça alheia que deixavam derramar fios e mais fios cor castanhos. Escutou-a atentamente enquanto apreciava a pouca vista fornecida da janela, virando-se bruscamente para dar resposta :

Incredibile. - Mesmo usando o coreano no dia-a-dia, gostava de trocar poucas palavras no dialeto italiano e a esposa quando também a dizia, fazia com que sentisse feliz. O coração aquecia para falar melhor. E você? Como esteve a minha amada durante esta manhã? Não a vi sair. Gostaria de ter trocado uma ou duas palavras. - O rosto se inclinava para fitá-la enquanto um dos braços correram os ombros bem revestidos da estilista dando um aperto acolhedor olhando agora, para onde imaginava estar o motorista :

O que faremos hoje? - Inquiriu com um sorriso curioso e olhar infantil pelas estruturas do carro relaxando o corpo para avistar os próprios pés.
wearing: CLICK ♡ HYERIM ♡
thanks fallen angel for this code
Adultos
avatar
Mensagens :
12

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Pyo Hye Rim em 29th Julho 2016, 3:44 pm



Crazy in love
If my love it's called insane, i like the nickname Crazy.

The Pyos


Faço biquinho, ouvindo ela falar, então reparo que ela estava de saia, YEOBO DE SAIA! Vai chover, aquelas pernas, me fizeram demorar de responder sua pergunta, pois, né, convenhamos, ver Yeobo tão menininha é raro, dou uma risadinha e então levo meus lábios próximo a orelha dela.


-Tive de sair cedo hoje, não quis te acordar, tinha de bater o ponto no escritório e berra com algumas pessoas, nada fora do comum, ah! Uma louca quer ser minha assistente, finalmente terei uma de novo, além dos novos lacaios.


Dou uma mordida de leve no lóbulo da sua orelha, levando uma mão para o tecido jeans da sua saia, a olhando provocativa e divertida, estava realmente seduzida com aquele simplório porém raro look de Alessa, geralmente sou a que dá roupas que sei que quem vai acabar usando sou eu ou nossa baby.


-Yeobo, essa saia ficou tão bem em você, melhor toda essa roupa... Ah! Vamos para um resort, preciso me preparar psicologicamente para semana que vem, vou revelar para os novos lacaios que eu também sou estilista, eu também estava com tanta saudade sua...




A mão sobe indo para seu rosto sem desgrudar um momento de seu rosto, a beijando com desejo, ainda bem que na bolça havia batom e maquiagem, pois a sede que eu tinha daqueles lábios carnudos não era pouca não, sorte minha que seu cabelo estava solto, ao contrário do meu, claro que a provoquei durante o beijo, porém, eu não soltaria aqueles lábios até ela soltá-los, estava muito mal acostumada a nunca ceder, talvez seja por isto que não é novidade que eu berre com empregados.


Mozão ▪ In Love ▪ Tentando curtir o momento ▪ Vestindo





_________________

Pyo
Pyo Rich Crazy Mother Fucker
Estilistas
avatar
Mensagens :
52

Idade :
41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Alessa Pyo em 1st Agosto 2016, 6:00 pm

Lost but now I am found
하늘에 꽃

Dependendo da quantidade de luz aspergida dentro do carro,Alessa poderia enxergar duas mulheres. Uma era doce em que na qual, despertou grande desejo em cuidar e outra, era firme o suficiente a se aproximar em um dos ouvidos em dizer lento e charoo que ocorreu. Não foi esta transformação que arrancou um sorriso e uma mordida de lábios de Alessa. Era Hyerim ali. Unicamente ela e mesmo que agora, a escritora estivesse começando a nutrir pensamentos bobos, estava feliz ao vê-la falante e que por ainda, gostado do que a menor fez. Geralmente sempre optava por calças de tons escuros que escondessem algum molde físico : 

Fico muito feliz que tenha gostado. Era a oportunidade de unir o útil para mim e agradável a você. - As mãos repousaram sob uma das coxas alheias, fazendo um trilhar simplório com a ponta dos dedos com uma expressão divertida :

Hum. Uma moça nova? Isto é ótimo. - Riu com uma pontada de ciúmes a farfalhar nos cantos dos olhos. Até mesmo o ser que procurava ser o mais calmo, se alterava. Mas antes,,adoraria que fosse muito gentil com ela. Veja, não são em todas as pessoas que pode encontrar confiança. Imagine? Um dia mesmo sendo coisas pequenas indo para imprensa? Por mais que fossem famintos de notícias, eu não sei se conseguiria suportar por muito tempo e… - Foi sem desfecho que as gesticulações exageradas das mãos de Alessa pararam e ficou muda ao sentir o toque emergir na subida de seu rosto. Se existiam uma das maneiras para desconcentrá-la de uma quase bronca, era um toque vindo da mais velha. Tantas circunstâncias que a levavam a submissão, que procurava esquecer de lembrar ao viver aquilo. Seus lábios se uniram e por mais que a italiana procurasse tirar o proveito duradouro ou que a fizesse se tornar algum tipo de pessoa bipolar, a provocação a fez ter de virar o corpo e percorrer uma das mãos pelas nucas. O pior de tudo era estar sabida que os fios castanhos que invejava ver em movimento, estarem presos. Porém, não seria por muito tempo dependendo da mesma. Os dentes cravaram levemente num canto mínimo dos lábios, dando um puxãozinho demorado para que os escudos castanhos claros dela, ousassem fitar os da esposa com um enfraquecimento de cores, proposital. Gostava de se alterar. Mesmo que fantasiosamente. Soava mistério do que estava martelando na cabeça :

Amore mio, não irá escapar desta questão da moça. Hum? E olhe, vejo que virá uma futura polêmica. - Sua risada deslizou com um tom dramático. Era difícil admitir de forma indireta, que estava enciumada e ao ter idade do local, só podê pensar : Ela sempre extravagante. - Como um sussurro, é claro.
wearing: CLICK ♡ HYERIM ♡
thanks fallen angel for this code
Adultos
avatar
Mensagens :
12

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Pyo Hye Rim em 1st Agosto 2016, 10:08 pm



Crazy in love
If my love it's called insane, i like the nickname Crazy.

The Pyos


  
Ai o ser humaninho me dá aqueles toques ousados, aquelas falas, aquela bronca que eu amo interromper e morde o lábio escapando dos meus, faço uma cara meio dolorida ao ter os lábios separadas, e uma ainda mais sofredora, ao ouvir ela falar da pobre coitada, a olho nos olhos com pura paixão, passando uma mão descendo pelo seu corpo e subindo, parando em seus lábios.

-Yah! Eles não seriam loucos, pois eles usariam minha fama e dinheiro para subirem, seria desvantajoso me prejudicarem, eles já tiveram um gosto da minha loucura... Yeobo, eu só tenho olhos para você, meu coração de gelo só derrete e bate com você... Eu também tenho ciúme de você, eu estou quase mandando parar o carro para você esconder essas pernas deliciosas, mas eu estou deixando você ousadamente esfregar na mina cara e na cara do mundo essas delicias que são só minhas.


Solto uma risada animada retirando a mão de sua boca inclinando meu corpo no dela, sorte que limosines são espaçosas, dizendo entre os beijos, eu conhecia aquela diaba siciliana.


-Solte se você quer tanto, ele vai dirigir por um bom tempo, eu sinto muita sua falta, não consigo manter a compostura, se não ter um pouquinho agora eu vou ficar querendo no meio das pessoas.


Mordo seu lábio a provocando, descendo por seu pescoço, eu não costumava ser a dominante nestes momentos, mas meu desejo estava grande, mas se ela emposse sua dominância era certo que eu iria gostar ainda mais, por isto a provoquei, eu sei bem que ela gosta dos meus cabelos soltos, não presos. Acho que estava quase deitada sobre ela no assento longo, entre beijos e provocações a olho pidona.

-Arasso! Eu deixo você conhecer todos os lacaios e a escrava nova, mas me domine logo Alessa... eu só te peço e imploro isto.

A fico olhando suplicante e com muita luxúria e frivolidade, parecia que quem tinha sangue europeu era eu, não ela, nossa, eu devo ter sugado muita coisa dela, ke ke ke, adoro, bom saber que nos influenciamos comportamentos uma na outra mesmo depois de tantos anos.


Mozão ▪ In Love ▪ Tentando curtir o momento ▪ Vestindo





_________________

Pyo
Pyo Rich Crazy Mother Fucker
Estilistas
avatar
Mensagens :
52

Idade :
41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Alessa Pyo em 6th Agosto 2016, 9:32 am

Lost but now I am found
하늘에 꽃


Mesmo com o que escutava e involuntariamente aparecesse um sorriso em seus lábios, Alessa atribuiu um olhar intenso, mas ao ter total clareza de uma resposta a altura, a escritora inclinou o corpo para frente com uma expressão completamente diferente no rosto. Ligeiramente mais suave :

Agora sabe o que sinto. - Sua risada ecoou de forma maligna na mente mesmo não passando-se de uma verdade. Alessa as vezes sentia-se como uma criança curiosa quando disfarçava que estava adormecida vendo a esposa se despir e corar. Pois é claro, os anos poderiam passar, mas enquanto visse juventude e vigor no corpo de Hyerim muitas incógnitas brotavam. Ela não tinha culpa. Era algo de repente e por mais que escondesse estas investidas, seus olhos ainda estavam cravejados aos dela seguindo o corpo de forma minuciosa e discreta - como sempre fora - tomando certo tempo considerável para que respondesse algo curto e plausível :

Está encrachatado na minha testa que já sou de alguém. Uma mulher que me desafia toda a semana a princípio e que também está me levando para um paraíso perdido em que na qual não irei querer retornar tão cedo. - Sua mão puxou do bolso da saia o celular mostrando que estaria o desligando. Que perdoem a Papa. Novamente uma mordida a atacava. Não sabia o que havia feito para aquilo ter se acumulado e por um minuto, chegou a pensar que anteriormente não era atenciosa como a mesma merecia. Deu-lhe liberdade para que fizesse o que quisesse - mesmo tendo breves previsões que seu pescoço enrubesceria.- enquanto puxava o próprio casaco para trás.

Desfazendo-se, uma das mãos jornadearam risonhas contra os cabelos castanhos da mais velha sentindo um singelo, fino e metálico grampo onde em um click quis deixar com que todos os fios se derramassem a seu colo.

Mesmo que aquilo fosse nada mais que acariciar as madeixas alongadas da maior, All soltou um suspiro rápido e audível perto dela assistindo cada ponta se encontrar um pouco abaixo das costas alheias. Soou como uma surpresa. Uma bela e fantasiosa, surpresa.

Com a mão livre ergueu o queixo alheio próximo a seu rosto de forma minuciosa, eriçando os lábios contra os dela enquanto ainda desejasse ver aqueles brilhosos e infantis olhos a esquadrinharem. Os dedos anular e indicador estava unidos, brincando com os fios até fincarem-se no traço vertical da coluna contornando-o minimamente até repousarem ambas as mãos na cintura da mais velha a chamando para cima de si. Nem mesmo o som do carro ao meio da rua, fora capaz de fazê-la se desviar até enquanto via a outra tão de perto, viva da maneira em que gostava. Alessa ergueu a face para alcançá-la irrompendo um selar profundo deixando os dedos circuncidarem ao raio dos quadris, tentando acariciar as coxas já a puxando para mais perto de si. Os finos beiços repousaram perto do queixo o sugando com lentidão abeirando seu olhar minimalista a possessão de adentrar com a mão em poucos tecidos, afim de sentir a pele sempre aquecida.

Suas pernas separaram-se para não deixá-la cair colando os dois narizes onde moveu lentamente de um lado contra o outro :

Amore mio. - Sua dicção soava pouco pidona, mas fora do contexto de negligência. Posso ver um pouquinho de você hoje?! - Os quatro dedo na mão fincavam-se na subida do tornozelo alheio.


thanks fallen angel for this code
Adultos
avatar
Mensagens :
12

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Pyo Hye Rim em 6th Agosto 2016, 7:40 pm



Crazy in love
If my love it's called insane, i like the nickname Crazy.

The Pyos


  
Até respirar era mais prazeroso quando ela me tocava e dominava daquele modo, a cada toque, ação e investida dela apenas me deixava mais e mais bêbada de amor, minhas mãos agradecerão aquela proximidade, começando a apalpa-la e abrir sua blusa até ouvir o pedido dela, sorri maliciosa, praticamente fechando os olhos, pois eu podia ver bem por onde havia passado, ainda bem que havia passado um batom escuro.

-Hell yes, amore.

Eu não sabia se ela queria me ver nua ou se aqueles dedos ali queriam ver outra coisa, só sei que aproveitei que as pernas dela me davam suporte, nos girando, a fazendo ficar no topo, então subindo roçando minhas unhas em sua pele, até um dedão repousar em seu rosto e a outra mão descer entre as mechas longas do escuro e macio cabelo.


-Você pode ver o que quiser, temos horas até chegar no destino de fato.


Mesmo esta fala me fazendo ficar ciente que estava num carro, apenas levei minha mão ao painel de touch para por uma música qualquer, pois me conter eu não iria, não mesmo, não agora, pois eu estava faminta por Alessa e não era pouco, podia ver que a mesma tinha um apetite voraz, mas ela sabia se controlar, eu só conseguia depois de uma dose dela, o que eu poderia ter antes de aparentar comportada e civilizada novamente, solto seu cabelo, retirando o casaco dos meus ombros, a encarando o tempo inteiro, provocando-a, passo minha mão em sua cintura e digo.



-Estas roupas são até que fáceis de tirar... Alessa mia... Eu fiz uma surpresa num lugar bem escondido, onde... só... minha... amada.. pode... ver...


Tiro se devolve com tiro, meu corpo já estava ficando entorpecido dos toques dela e eu nem consegui fazer o movimento com a pressão que eu queria, foi mais um toque suave e carinhoso, pois minha mão já caia ao lado do meu corpo, estava ansiosa para mostras a tatuagem surpresa que havia feito, ela certamente brigaria comigo, mas se alguém entre nós duas é mais controlada, essa não sou eu, não mesmo, como ela disse, eu sou extravagante.


Mozão ▪ In Love ▪ Tentando curtir o momento ▪ Vestindo




_________________

Pyo
Pyo Rich Crazy Mother Fucker
Estilistas
avatar
Mensagens :
52

Idade :
41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Alessa Pyo em 15th Agosto 2016, 11:08 pm

Lost but now I am found
하늘에 꽃


Alessa esboçou um sorriso muito mais que feliz. Realmente Hyerim estava com a áurea mudada para a ocasião. Percebido que seu corpo se moveu ficando momentaneamente acima dela, observou a mão alheia lhe subir cerrando os lábios com um puxãozinho que só ela poderia perceber. O dedo polegar desta quando tocado na moldura de seu rosto, fez com que virasse bruscamente premendo com o dedo entre os beiços sendo pressionados por cada linha regular de sua dentição brincando em dar uma sugada ou uma mordida logo soltando uma risada, alisando o braço da maior com suma calma. Não fez inibições ao ouvir o que ela falava fitando os lábios sempre veludosos e volumosos a sua concepção terminando de desabotoar a própria blusa inclinando insinuantemente a coluna contra o corpo dela também procurando despi-la da forma mais calma. Ela amava estudar com as próprias impressões digitais desiguais, daquela anatomia forte, mas que era frágil como uma singela flor de perto.

As narinas respiraram grandiosamente próximo ao pescoço aspirando o perfume como se não a visse fossem anos. Pálpebras cerradas, uma boca encurvada e trêmula ao saborear o pescoço risonha as palavras tão auxiliadoras da outra, não pareciam já trazê-la noções de que estavam em pleno movimento, de dia e o mais cômico e sabia que iria sentir-se acanhada, alguém as ouviriam. Mas não seria qualquer coisa afinal, se amavam, correto ?

Agora você acertou o meu ponto. - Alessa era a típica pessoa curiosa. Quase sempre queria saber de tudo a partir do momento que soubesse que aquilo existiria e com alguém tão próximo, não seria diferente. Você sabe que sou curiosa. - Pareceu muito mais manhoso ao abeirar os dentes brancos e minúsculos contra uma das clavículas jornadeando com a língua distribuindo um chupão. Nervosamente uma das mãos subiram a lateral direita do sutiã correndo o dedo indicador na linha para baixo até acariciar um dos seios com o senho franzido e os lábios entortados propositalmente procurando desviar atenção dela com um carinho deferido da sua mão livre contra uma das coxas, segurando até possessivas expondo o grau do interesse :

Eu quero ver. - As iris se irradiaram com uma combinação de cores até estranhas tendo nota de como eram, captando cada traço das reações alheias. Conforme quisesse expressar a curiosidade, a mais nova desceu face adentro selando a barriga da mesma abraçando com carinho encostando o queixo deixando com que os cabelos derramassem bagunçados pelos dois lados :

Por favor?! Ou a senhora me fará averiguar? - Murmurou em um tom lento, claro e perigoso. Ah. Ela então quer brincar com os meus sentidos….


thanks fallen angel for this code
Adultos
avatar
Mensagens :
12

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Pyo Hye Rim em 16th Agosto 2016, 5:14 pm



Crazy in love
If my love it's called insane, i like the nickname Crazy.

The Pyos


  
Eu realmente estava precisando de Alessa, podia sentir meu corpo reagir a cada toque dela, podia sentir meus pelos eriçarem, ela fazia mágica com as mãos, realmente não me arrependia de nenhuma escolha da minha vida, um leve som sai dos meus lábios ao sentir o chupão e meus seios se expondo para Alessa, claro que meu olhar foi para o rosto dela, mesmo mordendo meu lábio inferior para não escapar mais nada, era difícil.


Ai aquela pegada possessiva alá Ale, me fez ceder no estofado de novo, dando um gemido e um longo arfar, a olhando, um certo alívio passou, pois acho que só meus seios não passaram por um bisturi, ele e meu umbigo perfeito, aquele olhar que mostrava que ela estava satisfeita com o que via, pois se aquele olhar mudar, eu tenho certeza que seria capaz de passar por mais plasticas, não que ache ruim, inclusive adoro, mas invejo Alessa por não ter sucumbido ao bisturi e ainda ser mais bela que a maçã do diabo para eva.


O pedido dela para que eu falasse, apenas atiçou ainda mais, levo minhas mãos até sua cabeça, acariciando seus cabelos, recuperando a respiração, enquanto envolvia o corpo dela com minhas pernas, o que encurtou a saia colada, enquanto uma mão acariciava seu rosto a outra acariciava sua nuca. Minha cabeça repousava no estofado, enquanto falava sutilmente e calma.


-Você está quase achando, achei que quisesse me ver.


Dou risada e a olho maldosa enquanto abria minhas pernas, segurando seu rosto com minhas mãos, enquanto aproximava nossos rostos, sorrindo com malicia e ternura.


-Se eu falar onde está, onde fica a graça de provocar minha curiosa?


Selo nossos lábios e solto seu rosto, abrindo um largo sorriso, enquanto voltava a me repousar no assento, precisava que ela voltasse a me tocar e me distraísse, pois carro não dá para ficar tão consciente como estou ficando de novo, podia sentir minha respiração acelerar, então digo impaciente.


-Você começou fria mas agora está quase em chamas. Agora ache, sabe que não consigo esconder nada de você...


E não diria que não aguentava mais, mas estava latente, que se ela não achasse com aquela dica, eu acabaria praticamente esfregando o lugar na cara dela para ver se ela via, pois eu estava sedenta dela, querendo ver sua reação e começando a ficar mais e mais ciente do carro enquanto meus olhos fitavam ansiosos a janela.


Mozão ▪ In Love ▪ Tentando curtir o momento ▪ Vestindo




_________________

Pyo
Pyo Rich Crazy Mother Fucker
Estilistas
avatar
Mensagens :
52

Idade :
41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Alessa Pyo em 20th Agosto 2016, 11:02 am

Lost but now I am found
하늘에 꽃


Sorridentemente assistindo as reações, Alessa cantarolou em som inaudível qualquer canção boa que vinha a mente. Seu corpo sendo envolvido pela a outra, só a fez afiar o olhar superficialmente a fitando com um ronronar uníssono com a mente :

A senhora não muda mesmo! - Exclamando com um ar risonho e timbre suavemente calmo, as mãos da ítalo recorreram entre as cochas da outra até sentir os rostos se aproximarem. Tentou mordiscar a pontinha do nariz da maior, mas fora em vão. Aquelas palavras tão docemente perigosas pareciam ser como um veneno derramado em uma taça ricamente ornada de detalhes. Ninguém espera morrer perante a algo tão bonito. Alessa estava assim, mesmo achando aquilo incrivelmente interessante e excitante ou drasticamente enlouquecedor, Hyerim realmente exigia mais que suas simples atenções em medidas de açúcar :

Ah, compreendo. - As pontas labiais afinaram-se deixando um sorriso largo e felino fechando os olhos
 cômodos ao sentir os lábios da maior. Encostou sutilmente contra a coxa alheia, selando sem poupar qualquer detalhe em vê-la. 

Não gostava de ver o descontrole a cirurgias. Era tão linda, exótica e simples que era muito mais que óbvio que erradicaria uma luz densa em Veneza. Mordiscou a região cerca de duas vezes abraçando com as duas mãos a maciez e palidez da perna inalando o perfume percorrendo os olhos mais abaixo onde tão cedo, ela a falara. Em subterfúgio, All viu uma linhagem escura sem muita extravagância serpentear entre a esquina bem moldada da polpa das nádegas alheias forçando as vistas acariciando com mais coação totalmente incrédula ao que via. 

Mas é claro. Tinha que ser esperado de Hyerim. Não é pouca coisa ali. Seus beiços entreabriam fazendo com que jorrasse uma forte quantidade de ar sem o que descrever ao fitar um risco já maquinando nas ideias, o que poderia vir.

O rosto se findou esticando o corpo com mais comodidade descendo sutilmente para vê-la com uma risada carinhosa a quem compreendera que já fazia parte de si. Isso era uma surpresa? Eu não sei o que falar, Hyerim.- O indicador desenhou o pouco do molde tenho as unhas malvas expostas sob o tecido da saia pouco erguida da estilista. A escritora aprochegou o nariz da região acariciando depositando um beijo aprofundado raspando as unhas curtas pela parte lisa da cocha abeirando os joelhos se fechando num palmo bem cheio. 

Um dos dedos acariciaram o tecido num movimento bem lento enquanto levantava o queixo expressando-se totalmente satisfeita muito embora ainda inerte ao choque surpreso. É linda! Uma loucura típica do seu jeito. - O riso lhe era inevitável na altura em que imaginou a negociação da marca. Seu tórax se ergueu libertando-a por fracos segundos contra o rosto pálido a frente depositando o beijo cálido transmitindo com quatro dedos,,uma pressão sob o tecido que encobria Hyerim massageando-os :

Fico muito feliz. E espero que, lhe recompense da melhor forma possível. - Quando acercou a linha divisória da vulva da maior, Alessa soltou uma respiração vaga calorosamente semelhante a um soluço porém, ricas em vocábulos primários. Fez um sinal com o rosto de fácil compreendimento da esposa diminuindo a estatura interpondo os palmos perpendiculares um a um, entre as laterais desta seguidamente abrindo o fecho da saia querendo puxá-la o mais depressa que fosse conveniente. Os cabelos caíram muito a frente do esperado quando esta gravejou os dentes sem muita força no tecido fino da calcinha demonstrando elevação e um puxãozinho para baixo. Parecia já sentir as mãos da outra entrarem em contato com a outra de alguma forma que a fizesse apreciar como também apoiar-se a ação.

Puxou calmamente aprofundando em um beijo sinuoso na região tentando erguer a musculatura braçal a procura da mão da companheira logo colocando contra a própria cabeça. 

Gostava dos carinhos mais que qualquer coisa, mordiscando com fraqueza retalhando as laterais do tecido :

Agora tenho mais um motivo para ficar enciumada. - Vagarosamente sua voz se propagou abafada fazendo com que se encolhesse sob a outra abraçando as pernas com os dedos repuxando para si.
thanks fallen angel for this code
Adultos
avatar
Mensagens :
12

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Pyo Hye Rim em 21st Agosto 2016, 2:06 am



Crazy in love
If my love it's called insane, i like the nickname Crazy.

The Pyos




Então ouço suas palavras, toques, beijos, provocações, fecho meus olhos me deliciando, sendo puxada para nossomundinho novamente, sentindo o toque dela, a cada vez que eu tentava retrucar algo ela agia, me desarmando, me acalmando e me embriagando com mais e mais desejo.

Sinto seu beijo, tentando retribuir, porém um leve gemido escapa por entre seu calido beijo, ela estava começando a me por no fogo e no calor que ela é só ela me fazia sentir. Fecho os olhos, podia sentir ela me provocando, aquela lingerie maldita estava atrapalhando. Minhas arfadas ficavam impacientes, principalmente ao sentir que ela se livrava da minha saia.

Então sinto sua investida, apertando o estofado com força, minhas mais desciam pelo meu corpo buscando sua cabeça, logo sinto sua investido para colocar minha mão em sua cabeça, a mão agarra cabelos da sua nuca, próximo à sua raiz, com certo cuidado para não machucar, guio sua cabeça, depois de soltar um gemido alto e uma risada ao ouvir a abafada fala dela, a outra mão desce acariciando seu rosto e ajudando a conduzir, enquanto falava entre gemidos e arfadas, meus olhos estavam meio abertos porém nada via.

-eu... Já lhe disse... Aaah... Você é a única mulher... Mmmmm.... Que pode me tocaAr e explorar-me... Sabe bem que... Quando invento uma tatuagem eu procuro o memso tatua...dor... Sabe que nunca.... Jamais serei atraída e nem da-darei ousadia a um homem ou outro ser que não. Não seja você...

Vou aumentando a velocidade dela, a intensidade, a força, sem reparar que ambas as mãos quase se entrelaçavam, principalmente quando ela puxou para ainda mais perto, fazendo as fracas e lixuriosas mãos a estimularem a ir mais e mais rápido, intensamente e fervorosa.

Podia sentir meu corpo se arquear, enquanto me retorcia em prazer e desejo, enquanto balbuciava palavras em indiomas, o único nexo delas era que eram todas ligadas ao que sentia, as mãos logo deixaram sua cabeça, meu quadril já se mexia sozinho, querendo mais dela. Dizendo suplicante, com uma mão brincando em meu seio exposto e a outra com os dedos em meu lábio inferior o puxando para baixo e indo para meu pescoço, descendo e fazendo o sinal a chamando.

-me possua logo e pare de me chamar de senhora.... Ah... ALESSA mia, amore mio, don't tease me anynore... Yeobo... Mate a saudade e desejo, quero te sentir mais... Por favor...


A olhava pidona e a provocando ao me tocar mais e mais, ao menos eu sabia que ela ainda gosta do que vê, isso me fez relaxar e aproveitar ainda mais, além de estar muito sedenta do corpo dela, mais contato, dentre minha pele pálida e coreana em chamas naquela ciciliana que me fazia me sentir no mais quente paraíso.


Mozão ▪ In Love ▪ Tentando curtir o momento ▪ Vestindo




_________________

Pyo
Pyo Rich Crazy Mother Fucker
Estilistas
avatar
Mensagens :
52

Idade :
41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Alessa Pyo em 28th Agosto 2016, 12:30 pm

Lost but now I am found
하늘에 꽃


Hyerim parecia ser onisciente de tudo. Desde o ambiente mudado quando Alessa emperrou os dois pés dentro do carro ao inconformado calor que se espremia a sua coluna ludibriosamente arquejada. Uma situação poética vivida por alguém que sabia e queria ter a arte. Os seios protuberantes e arredondados levemente arrebitados de bicos rosados, roliçamente brilhantes com a luz fraca que infiltrava-se com intromissão nos vítreos e tão chamativos quando ela respirava fazendo um uníssono ao que pensava, as pernas que a acolhiam com calor e fogo, as vestes parcialmente jogadas ao solado escuro sendo a única marca propositalmente evidente. Não sabia como explicar também era algo muito pequeno ainda, de tomar frente a falar que sim, foi feito. Mas a impregnava, inebriava, excitava, confundia e cegava de todas as maneiras imagináveis táteis e degustativas.

Cega. Alessa sentia-se cega. Não podia acariciar o som que brandeava fraco, pausado e praticamente insinuante dela e por isso sentia raiva não dando controles a sua língua viscosamente cheia de exageros ao estar úmida. Os traços comprados que suas unhas marcavam linhas púrpuras muito confusas de orientações. Ah, Hye não deve-se mexer com um Eulírico humano. É golpe baixo. O corpo de Alessa pequeno e intocavelmente descompassado de sensações esdrúxulas, não aguentará muito tempo para acordar uma troglodita. 

O gosto. O primeiro sabor agridoce fora iniciado sem permissões de profundidade. Sugadas manhosas em poucos intervalos a querer sentir aquilo se formigar a seu 
contato eram um pedido muito mais que manhoso. Era despudorador. Os dedos apertaram e logo gemidos a escapavam, ansiosa e rápido demais a ítalo também descia a camada fina lambendo a própria boca emergindo suspeita ao ponto que estava muito pensativa desde o contato dos dedos pálidos da esposa no rostro ilustrado. A calcinha a atrapalhava, fazendo erguer o queixo para lamber a virilha acompanhando o tecido descendo, beijando toda a região como se fosse capaz de vencer em simples selares fantasiosos a sua imaginação fértil como a da estilista. 

Aplicou uma sucção sem escrúpulos de ordená-la o incentivo descontrolado, sobre os grandes lábios pertencentes a ela enquanto paralelamente erguia os dois dedos para separá-los melodramaticamente beijando como se ali fossem os beiços carnudos da morena enquanto rebuscava a trilha de sua infinita felicidade. Estalos molhados e de certa forma, cálidos da mais nova escoaram em uma partitura alinhada inadmitida de erros. Repousou com os lábios sobre o clítoris depositando um rápido selar após um demorado, deixando os dois dedos jornadearem mais a baixo a penetrando. As iris curiosas ao conferiam o rosto e respiração com um sorriso malvado e satisfeito :

Lhe agrada, amore mio?! - Riu em seu pensamento.
thanks fallen angel for this code
Adultos
avatar
Mensagens :
12

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Pyo Hye Rim em 29th Agosto 2016, 9:30 pm



Crazy in love
If my love it's called insane, i like the nickname Crazy.

The Pyos




Ai a cretina ao invés de me tomar logo ataca ainda mais, me fazendo gemer sem me conter, ela bem que podia ficar como tava, lenta, tava muito bom, mas eu sei que como eu estou, ela estava sedenta do meu néctar, meu corpo não era mais tão exigente quando mais nova, ao menos isto era bom, a única coisa boa em envelhecer é ficar menos mandona quando o assunto era sentir o amor de Alessa em minha carne.


Meu corpo dava umas contorcidas, e arqueava a cada penetração, principalmente a de seus dedos, me fazendo perder o ar por um segundo, amém, coloco dois dedos da mão da aliança em minha boca e a outra brincando com meu seio, sentindo o selar de seus lábios, soltando um belo gemido, arfando mais e mais, escuto a voz dela, aquela voz falando em italiano, fecho os olhos, apenas ficando mais apertada e molhada em resposta a ela.


A mão solta meu peito e desce buscando por sua cabeça, segurando seus fios de cabelo com certa dominância, fazendo com que seu corpo viesse logo, ao menos tentando, pois com certa dificuldade, respirava, gemia e ficava quase sentada, querendo os lábios dela e mais da pele dela, dizendo.


-Sim, agrada, mas eu quero mais do seu corpo, mas não pare ai em baixo...


Dou uma risada provocativa, era difícil pensar, então a língua materna saia sem querer, a olhava um pouco rubra e começava a suar, estava muito quente, era questão de tempo, Alessa sabia bem me provocar, eu já não exigia nada, apenas implorava com meu corpo, olhos, pedidos manhosos entre gemidos e arfadas, se ela não se guiasse até meus lábios, provável que a faria ir para um dos meus mamilos.


Mozão ▪ In Love ▪ Tentando curtir o momento ▪ Vestindo




_________________

Pyo
Pyo Rich Crazy Mother Fucker
Estilistas
avatar
Mensagens :
52

Idade :
41

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Alessa Pyo em 11th Setembro 2016, 1:27 am

Lost but now I am found
하늘에 꽃

Delongando a voz da outra, Alessa sentiu os pelos curtos de sua coluna se arrepiarem deixando os fios castanhos caírem um a um contra um lado do rosto sorrindo como uma criança inofensiva. Seus lábios que inchados, foram apertados com os dentes brancos erguendo o dedo indicador com cuidado próximo aos lábios o umedecendo com delicadeza diante da outra que a observava. Sua expressão fora muito longe, possivelmente em vista dos segundos antes, ainda mais exaurida aos contornos que se revelavam logo abaixo de seu queixo. Com cuidado, desceu o mesmo molhado e brilhante na intimidade da mais velha, a penetrando com certa fome e paciência - que com a feição de Hyerim, pudesse sumir rapidamente - sugestionando apreciação. A senhorita vai aprender a ser como a sua yeobo, hum - Seus lábios não se acanharam ao darem uma abertura minimamente cordial soltando um suspiro frágil sentindo o calor arredomar a ponta rosada de seu dedo anular inclinando levemente os lábios para oferecer um beijo contra a região mais exposta com um sorriso consumidor a aparecer. Tocou com a ponta da língua o clitóris da mesma dando pequenos empurrões procurando as íris fixas ela enquanto introduzia mais um dedo contra a vagina o movendo livremente como domasse uma correnteza fria dos rios suspirando longamente contra a pele alva e aveludada da estilista. Três e quatro. Seus dedos passaram de conforto a prazer próprio :

Como sempre me fornecendo este conforto. - Sussurrou quase que inaudível as proporções do local, afincando com uma respiração pausada, uma massagem alternante nos lábios laterais sendo um lado com a própria boca e outra com os dedos roliços da mão livre, culminando um movimento sôfrego de união dos dígitos e separação penetrando-a em medidas suficientes para que sentisse-se grandiosamente orgulhosa erguendo o tronco para alcançar o rosto da mesma distribuindo um selar demorado. Ondulou a pele do tórax e extensão do tronco contra dessa. Hye era um condutor elétrico que incendiava Alessa e ela compreendia aquelas descargas ofensivas que rendiam-lhe prazer. Olhou para baixo segurando uma das pernas da mesma ao se esticar sob seu colo (abaixo dos seios) , trazendo a altura de sua cintura aplicando modesta força e uma jornada interminável da mão esquerda entre os seios enrijecidos distribuindo um beijo cálido a cada em decorrência do odor lhe proporcionado.
thanks fallen angel for this code
Adultos
avatar
Mensagens :
12

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Crazy in love

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum