[FP] Niels Seong

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Niels Seong

Mensagem por Niels Seong em 4th Abril 2016, 5:32 pm

NIELS ZIEMANN SEONG (NIELS SEONG)
Somebody tell me

história
Tratamos de um cérebro quase sempre insatisfeito  de seus resultados, vemos o garoto órfão de mãe e bem criado por seu pai crescer e compor o mundo com pequenos traços e organizações de cores que logo logo, irão compor algumas passarelas - ou não - do nosso grande mundo. 

Niels ou Near,  nasceu na Alemanha em meados de 1985 para ser mais exato durante o inverno onde já se completavam dois anos da união de um coreano com uma nativa de Berlim. Sua mãe faleceu logo após ao parto dado a vírus recebido ao conceber o menino abandonando o marido ainda novo com aproximadamente 25 anos, sozinho. 

Desde pequeno, Niels aprendeu o valor da ética e dos sentimentos sempre sendo profundo mediador dessa recepção e transmissão. Ocorriam-se durante esse tempo, seu crescimento com a educação vinda somente do pai que apesar de alcoólatra e depressivo, onde não aceitou a morte de sua esposa, tentava seguir o menino na linha da rigidez e bons costumes. 

Mesmo sendo filho de coreano e ter apenas sobrado ambos em Mitte, onde moravam, Near só foi conhecer Seoul depois de seus  19 anos. Quando completou 10 anos, ingressou no primeiro contato humano fora o paterno durante seu tempo de estudante. Uma prévia é a razão de seu pai ser depressivo com o ato que era bastante constante, de prender o garoto em casa para que ficasse perto e assim o confortar que não perderia o filho. Com este costume de ficar em casa, o menino que mais tarde tornaria-se homem aprendeu a ter admiração pelos cemitérios ou do inverno. 

Como terapia diária, cuidava das antigas rosas que pertenciam a sua mãe e mais quando chegasse o anoitecer, trancava-se no quarto tendo em nota que seu pai sempre passara o dia sentado na sala segurando o controle remoto fracassado sem nenhuma vontade sequer de viver.

Essas manifestações de saudades de seu pai o aprofundavam ainda mais a ficar em casa para o fazer companhia e é claro ser o ouvinte dos antigos momentos que o casal viviam juntos. De história em história, Near escutava que sua mãe tinha um gosto pela costura. Algo que levava como um hobbie/ remédio perfeito para quando estivesse nervosa. Até durante a sua gravidez mesmo que cansada, ela sempre unia os velhos trapos num novo material.

Foi nessa reconciliação com o passado e a tentativa de se desprender da depressão que Niels começou a costurar. Desenterrar a velha máquina do tão obscuro sótão não fora uma tarefa difícil o que levou apenas um dia para limpeza e remontagem. Tecidos variados até mesmo o de velhas cortinas, Near transformava em peças que sempre guardava num baú cor oliva perto do quarto de seu pai. A descoberta deste feito se viera, no dia em que seu pai levantava cedo para assistir televisão e por um descuido, derrubara o cinzeiro contra a capa do baú derrubando a tapa para um lado. Nesse tombo, conseguiu ver vestidos e calças e ficou simplesmente chocado. Como havia bebido além do seu limite na noite passada, logo se fez em dar um castigo ao menor que por mais meses, ficou distante desse novo sonho criado pelo mais velho.

Quando este partiu, Niels foi o único a comparecer no enterro já também sendo o único familiar próximo no momento. Passou o tempo de luto recluso quase indo para o mesmo caminho que na qual trilhava seu pai. Bebia até chegar a noite e amanhecia sempre a ponto de querer se matar. 

Nesses desatinos, que quando completou 20 anos abandonou Mitte rumando prestes ao que se diria, novo laço viajando para a terra natal de seu pai. Na chegada, nada muito interessante o fez criar interesse já que de primeiro, esta perdido em meio a grande acrópole não dava espaço para manifestações sentimentais até ao menos encontrar a avó paterna. Morou com esta até pelo menos completar dois meses onde arranjou um emprego cômodo de garçom e que também por ser sozinho, garantia o seu sustento. 

Continuou mesmo que após a sua partida, a confecção de roupas nos dias de folga e até mesmo nas madrugas em que não tinha sono. Dedicava com amor a cores escuras e claras de uma forma se elas se odiassem, mas quem em movimento ganhassem amor. 

Suas assinaturas em cada desenho que sempre fica num mural montado num estúdio improvisado são sempre assinados como “Near” dando como a si mesmo, um nome artístico.
personalidade
É um homem centralizado as vezes sério e possessivo, ama com muita dor o seu ofício e apropria-se de um linguajar bastante variado. É o do tipo que se ficar perto por muito tempo vai mudá-lo. Ele nunca se comporta da mesma maneira sempre. Amante do tempo noturno e bastante criativo, Near tem um estimulo bastante atrasado já que gosta de aguardar o tempo lhe responder para a criação de algo. Com relação a pessoas, é simplesmente feliz por viver por ainda não cair na vala assim como seu pai. Sua mente sempre compete entre coração e razão podendo dar credibilidade que outros nunca o entendam ou mesmo assim, se aborreçam com bastante facilidade ao ter que lidar com ele. 

O mesmo é vaidoso, mas não a um ponto totalmente absurdo. Trabalhar no ramo da moda é ter que aceitar e ser aceito. Isso explica-se suas mudanças tão rápidas também aplicando-se ao humor, vestes e comportamento.

ESTILISTA & FOTÓGRAFO
31 ANOS
A
ALPHA ÔMEGA
BISSEXUAL
TEUTO-COREANO
Atributos
VOCAL: 00 PONTOS
RAP: 00 PONTOS
DANÇA: 00 PONTOS
ATUAÇÃO: 17 PONTOS















Estilistas
avatar
Mensagens :
73

Idade :
32

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Niels Seong

Mensagem por Someone em 6th Abril 2016, 8:38 pm

Fichas
With love, Kaorgie.
Ficha aceita, parabéns! <33

Bem-vindo ao Sunny Days
Someone
avatar
Mensagens :
271

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum