[FP] Heo Yasuo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Heo Yasuo

Mensagem por Heo Yasuo em 3rd Março 2016, 10:28 pm

HEO YASUO
Let the rain wash away all the pain of yesterday

historia
Quando Noboru e Naomi se conheceram, eram apenas crianças. O garoto, nascido em Seoul, tinha se mudado para a casa ao lado da de Naomi, em Akita (Japão), quando tinha quatro anos de idade. A amizade foi inevitável, acabaram sendo os confidentes um do outro e vivendo o belo romance frequentemente vistos nos livros.
Tiveram o primeiro filho cedo, quando Naomi tinha vinte e Noboru vinte e dois anos. O garoto recebera o nome de Souma, sendo amado por todos ao seu redor e o xodó dos Heo.
Ainda quando Souma tinha quatro anos e Naomi engravidou pela segunda vez, mais um garoto estava à caminho.
O segundo filho nasceu no verão. O garoto, que recebera o nome de Yasuo, realmente iluminara suas vidas, sendo o pequeno "sol" do casal. Souma se apaixonou pelo irmão no momento que o viu, sabendo que faria de tudo para protegê-lo do que fosse.
A infância de Yasuo foi cheia de felicidade, brincadeiras em família e sorrisos nos cafés da manhã até aquele fatídico primeiro de maio. Naomi começou com umas tosses estranhas e, apesar de jurar estar em perfeitas condições, insistiram em levá-la ao médico. O câncer no pulmão que afetara a mulher fora o divisor de águas dos Heo.
Cinco longos anos de luta contra a doença foram travados até Naomi não aguentar mais. Yasuo tinha sete anos quando perdeu a mãe. Aquele foi o primeiro degrau no caminho da depressão para aquele pequeno raio de sol.
Noboru decidiu que não poderia mais aguentar viver num lugar cheio de memórias da bela esposa que agora não estava mais entre eles. Se demitiu e mudou com os filhos para Seoul, logo arrumando um emprego como professor de japonês. O segundo degrau no caminho da depressão foi esse, já que Yasuo não estava tendo facilidade de socializar com ninguém naquele país diferente do seu.
Diferente de antes, Yasuo não era mais uma criança sorridente e extrovertida. Se assustava facilmente e não conseguia mais entrosar no meio das outras crianças. As professoras se preocupavam, mas não sabiam exatamente o que fazer, apenas tentavam lidar com um garoto jovem demais que tivera uma perda enorme.
Quando entrou no Ensino Fundamental, não conseguia fazer amigos com facilidade. Yasuo se tornou o garoto esquisita no fundo da sala. A solidão era algo que acabava o puxando cada vez mais, começou a recusar a companhia até do pai e do irmão, o último terrivelmente preocupado com seu raio de sol que estava perdendo a luz.
Se enfiava em seu mundinho. Yasuo apenas sentia sua felicidade voltar ao jogar algo em seus consoles ou assistir as animações de sua terra natal. Às vezes, quando essas distrações não funcionavam, passava o tempo livre abraçado às cobertas, tentando dormir para não "fazer besteira".
Noboru estava achando que o filho precisava passar mais tempo fora de casa, então o inscreveu em aulas de violão e piano. No início, Yasuo arrumava qualquer desculpa para não ir, mas acabou pegando amor pela música, sentindo-se em paz também quando passava os dedos pelas teclas do piano ou cordas do violão.
Na sua aula de violão, Yasuo conheceu aquele que rasgaria sua vida e pisaria em seu coração, o lobo disfarçado de cordeiro. Seo Sunwoo tinha um sorriso perfeito e era o primeiro a se aproximar dele há anos, claramente Yasuo baixaria sua guarda.
Sunwoo era cinco anos mais velho que ele. Yasuo, no auge de seus treze anos, se divertia ao lado daquele rapaz de dezoito anos e comportamento tão amável. Nem sempre as intenções dele para com o pequeno sol foram ruins. No início apenas queria animar aquela criança que parecia estar na beira do penhasco da depressão, mas conforme o tempo foi passando naquela amizade estranha, passou a olhar Yasuo com outros olhos: os olhos de um predador.
Ele começou as investidas românticas um ano depois. Sem saber dizer não, Yasuo não se desviou, tinha medo de perder a única companhia que lhe restara. Não se afastou nem quando ele lhe tomou a inocência de maneira dolorosa, na época Yasuo beirava os quinze anos. Diversas vezes ele repetiu o ato que Yasuo nunca queria fazer, mas sua incapacidade de negar qualquer pedido do mais velho era maior que sua vontade.
Na mesma época que começou com esse relacionamento doentio, decidiu tentar estagiar para alguma empresa de talentos coreana. A ideia, obviamente, tinha partido do irmão mais velho, que notara o irmão um pouco mais feliz do que o normal. Sunwoo, estranhamente, apoiou a ideia, dizendo que Yasuo se encontraria em um lugar assim. Ele começou como estagiário de um agente na Moon-J na época.
Num dia, pouco tempo após passar como estagiário, Sunwoo simplesmente o abandonou. Ele se aproveitou da inocência e compaixão de Yasuo para saciar suas vontades. Se afastou dele assim que pensou que ficaria problemático por conta de ele um dia trabalhar com idols. Sem contar que, apoiar ele se tornar estagiário tinha sido uma maneira de inventar uma desculpa para o "término".
Yasuo não viu a liberdade que tinha entrado, apenas sentiu como se tivesse sido abandonado novamente. Não podia mais se trancar em casa como fazia das últimas vezes que se sentia daquela maneira. Acabou cedendo para algo que o fez encontrar um tremendo alívio: automutilação.
Saía sempre com os braços cobertos, independente de fazer frio ou calor. Yasuo não queria envolver ninguém em seus problemas e seu estado emocional debilitado, não queria incomodar as pessoas com seus "dramas inúteis".
Os cortes continuaram por um bom tempo, mas logo a perda de sangue somada à exaustão do emprego levou Yasuo à desmaiar na banheira de casa enquanto se cortava. Souma foi quem o encontrou, desesperado levou o garoto com o pai até o hospital o mais rápido possível. Salvaram a vida de Yasuo naquela noite.
Após a descoberta da depressão acentuada do mais novo dos Heo, Noboru decidiu que o filho começaria tratamento psicológico. Yasuo não foi contra a decisão do pai, sabendo que ele só queria ajudá-lo, mas estava arrependido de tê-los envolvido na bagunça que eram seus sentimentos.
Agora alguns anos já se passaram desde o ocorrido. Yasuo se encaixou bem e encontrou amigos com quem pode realmente contar. Souma e Noboru estão sempre por perto, tentando fazer o máximo para evitar que aquela noite assustadora venha a se repetir. Se tornou um agente fixo na Moon-J e é um ótimo profissional.
Yasuo está bem... ou pelo menos julga estar e isso já basta.
personalidade
É impressionante que Yasuo tenha conseguido viver em um país diferente do seu de nascimento considerando sua personalidade.
Tímido, recluso e com dificuldade de interação social. Há uma grande falta de auto-confiança em si mesmo e frequentemente gagueja quando vai conversar com os outros, tendo também a característica de corar com facilidade. Sua altura não colabora com o comportamento, já que é de baixa estatura.
É dono de um grande coração, sendo capaz de tudo para ajudar qualquer um, estando à disposição sempre que precisam dele. Chora e se assusta com muita facilidade, mas é muito difícil vê-lo irritado com alguém.
Detesta a solidão já que sabe muito bem como é lidar com esse sentimento. Yasuo adora estar rodeada de pessoas, mesmo que elas não estejam diretamente conversando com ele, acha o ambiente de trabalho bom justamente por isso: não está sozinho.
Emocional demais. Pela depressão (da qual já está quase recuperado), os sentimentos negativos são sempre fortes demais no caçula Heo. Encontra sua válvula de escape na automutilação quando esses sentimentos parecem que vão acabar explodindo sua cabeça. Obviamente tem problemas com ansiedade e nervosismo em situações de tensão, mas geralmente alguém está lá para confortá-lo assim que notam seus braços e pernas tremendo fortemente.
Inocente até demais, isso pode ser considerado um de seus piores defeitos. Costuma acreditar e confiar nas pessoas logo de cara, por achar que elas não possuem maldade alguma assim como ele.
Não são muitos que conseguem desgostar do pequeno mestiço de japoneses e coreanos, ele é apenas uma pessoa naturalmente boa nesse meio caótico que é o estrelato e a fama.
Agentes
25 anos
AB
Omega
Moon-J
Bissexual
Nipo-coreano
Atributos
VOCAL: 00 PONTOS
RAP: 00 PONTOS
DANÇA: 00 PONTOS
ATUAÇÃO: 00 PONTOS















Agentes
avatar
Mensagens :
3

Idade :
25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Heo Yasuo

Mensagem por Someone em 3rd Abril 2016, 9:18 pm

Fichas
With love, Kaorgie.
Ficha aceita, parabéns! <33

Bem-vindo ao Sunny Days
Someone
avatar
Mensagens :
271

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum