[FP] Gwang Han Sol

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Gwang Han Sol

Mensagem por Gwang Han Sol em 6th Fevereiro 2016, 5:36 pm

GWANG HAN SOL
— Neon hyeotbadak deigo mat bol geoya jiok!

história

O menininho que se divertia equilibrando-se no balanço vermelho e com uma gravata cor azul no pescoço  não sabia que seus pais não voltariam para buscá-lo. O crepúsculo parecia tomar conta do céu e da cabeça da menino de coloração negra que agora sentado no gramado com o rosto apoiado na mão,  esperava o carro preto voltar. Isso foi um marco de sua infância. Pela manhã no orfanato, gostava de olhar para as ruas e de noite, tocava o violino deixado consigo antes de deixarem-no no parquinho. Muitas crianças se perguntavam o motivo dele ter sido deixado ou pelo menos, ser daquela forma, mas tudo corresponderia por ser um jovem, muito quieto. Sim. Passava as vezes semanas sem falar com ninguém na mesma janela, encarando o ouro velho e polido das árvores velhas. Nestas práticas, o som da música lhe parecia bem convencional : Nas melodias nunca ouviu sequer uma vez, uma negação ou uma maneira que o entristecesse. Sentia-se como se comandasse algo muito importante e em seus devaneios, viajava  dentro do próprio quarto. 

[...]

Num dia claro, parecia que as nuvens não iriam interromper do sol fazer o brilho escaldante contra a terra fazendo aos poucos, todos os coreanos optarem por sair. A porta parecia abrir o que dava um susto no rapaz que apressadamente, arremessou o violino contra a cama e se sentou :

— Você está bem, Hansol? - Questionava uma das supervisoras ao perceber certa pressa do menor ao se sentar sob a cama. O agora homem,  olha para o chão fazendo um gesto com a cabeça positivamente. Vendo essa expressão a mesma adentra no cenário sorridente com uma pasta amarela nas mãos se sentando na beirada da cama. Tinha um olhar bem sensibilizado quanto o agora mais velho do lugar tendo em ciência, as palavras pouco medidas :

— 19 anos… Olhe só. Logo estará desenvolvido, bem educado e… - Antes que pudesse concluir a frase de forma prendada, o menino dos cabelos castanhos mel se virou olhando com certa tristeza carregada na face :

— E com isto devo ir embora. - O mesmo se apegou ao violino com os olhos cerrados em certa  sonolência até murmurar baixo dizendo que arrumaria tudo e no fim, puxava um belo sorriso não de orelha a orelha, mas era o máximo que conseguia em saber que deveria abandonar o lugar que lhe acolheu depois do abandono. Quando atingia o meio da sala para sair, a mais velha segurou com força a sua mão o fazendo parar virando o rosto a olhando surpreso :

— Todos daqui o escutam. - Iniciou ao referir-se ao violino num olhar sincelado e bem pincelado como o céu. — Mesmo que queira esconder este talento tive que fazer isso. - Ela assim entrega nas mãos de Hansol, uma inscrição paga para uma audição. Ao que parecia, as empresas coreanas queriam renovações e o que clamavam era o inspirador e diferente. O mesmo tremeu não pelo convite mesmo que fosse-lhe uma honra, todavia poro ouvirem. Não se sentiam incomodados ou de outra forma, gritavam para que parece. Ficavam quietos. Com uma tremedeira momentânea a maior riu abafando com os dedos longos e pálidos da mão seus lábios rosados :

— Inicia depois de amanhã. O acompanharei... Isso parece ser legal. - Com um toque no ombro a superiora despediu-se abandonando o recinto deixando Hansol nervoso e sem força estimada para permanecer-se de pé. Não acreditava naquilo, contudo se desejasse uma virada, deveria de se dedicar. Por aquela noite o próprio saiu do orfanato ficando de tarde até a noite, em algum parque ensaiando, entre a orla de umas espécime das árvores serem suas plateias.

No dia enfim em questão e o mais importante, notava-se a expressão de nervoso do jovem garoto que com o seu pequeno violino não muito detalhado parecia bem velho para entrar em detalhes, de brilhos ou algo do tipo deixando apenas o velho cheiro e cor de madeira mascava a dispersar pela mesma figura do rosto oval e olhos grandes e tímidos. Para cima de um palco era o que não esperavam as boas crianças, um sorriso vindo orgulhosamente satisfeito. O GWANG HAN SOL pausados o fez ficar reprimido e os ossos encobertos pela carapaça fina da carne e a pele. O pé adiante com o microfone grudado na lateral do rosto e a marcação do violino com uma bateria de fundo, lhe parecia bem conveniente. Quando as batidas se mesclavam num toque alto e profundo da bateria e a leveza suprema com um toque de melancolia do violino, os lábios dele se abriram ritmizando algumas frase rápidas. 

Ouviam-se palavrões misturados com a melodia finíssima do violino. Na parada onde conseguiu abaixar o instrumento, o palco lhe pareceu pequeno quando apontava os dedos como um revólver para o público de forma extravagantemente ofensiva fazendo os mais velhos avaliadores, torcerem o lábio com um sinal positivo na cabeça, sempre meneado conforme o ritmo da voz grossa e rouca bem parecida com um velho resmungão, o que desconformava a sua aparência frágil e ainda aparentemente, fraco. No momento que ditava os versos. Um salto para trás e o instrumento caia se chocando com forte pressão e impacto a fazendo soltar  um “ohh” com o último foda-se a sociedade, ficou de costas para os jurados até se virar escutando o seu nome, ficando na velha tremedeira. As opiniões se diversificavam entre o ótimo e o extremamente desbocado o que lhe arrancava alguns sorrisos de canto. O final daquilo foi a aceitação para uma nova etapa. Saindo finalmente do orfanato com a maior idade e de forma clara que o sonho de rever seus pais fosse deletados, Hansol seguiu por rigorosos treinos de dicção para que articulasse de forma mais dinâmica, talvez a necessidade venha pelo longo tempo sem desenvoltura da fala e como parte da evolução, a também caloura instrumentista, desde a data vinha recebendo um auxílio com a prática de novas aprendizagens. Dos clássicos aos mais “vulgares” assim querendo crescer na tão renomada, Moon-J.

personalidade

Não deixa claro o que sente, sempre querendo ter certeza do que se passa. Esse rapaz tem uma personalidade forte, sendo desbocado ou até mesmo grosso mostrando-se ser bem ativo para novas ideias e novos ideais. Não é o do tipo que deixa as coisas passar batido, quer sempre se esforçar para ser reconhecido e esperar que os outros não o abandonem. tem um péssimo costume de ser sarcástico e frio o que por muitos é visto como um modo atrativo. Além disso Hansol tem uma capacidade bastante comum de meter a ser conselheiro mesmo que não entenda nem de sua vida. Costuma ser a pessoa que ficará por pouco tempo ou um típico aventureiro, deve saber como lidar com este, pois, assim como ele pode ir embora também volta. E quando volta, é mudado.

Instrumentista & Rapper
22 ANOS
AB
Alpha Ômega
Moon-J
HETEROSSEXUAL
SUL-COREANo
Atributos
VOCAL: 12 PONTOS
RAP:  18 PONTOS
DANÇA:
ATUAÇÃO: 00 PONTOS















Moon-J Entertainment
avatar
Mensagens :
51

Idade :
26

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Gwang Han Sol

Mensagem por Someone em 7th Fevereiro 2016, 3:06 pm

Fichas
With love, Kaorgie.
Ficha aceita, parabéns! <33

Bem-vinda ao Sunny Days
Someone
avatar
Mensagens :
271

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum