[FP] Choi Su Yeol

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Choi Su Yeol

Mensagem por Choi Su Yeol em 26th Janeiro 2016, 7:58 pm

Choi Su Yeol
Não importa onde, juntos estaremos bem.

historia

O quarto estaria totalmente escuro se não fosse os enfeites que brilhavam no teto do ambiente. Suyeol, se lembrava exatamente de como conheceu o garoto que estava aninhado ao seu peito, esperando para ouvir a história do ponto de vista do rapaz. O mais engraçado de tudo isso, era que o mesmo da noite de 13 anos atrás repetia-se ali, com trovões e raios estourando fora do conforto dos braços fortes de Yeol.

x.x

Estava no orfanato fazia 8 anos. Não sabia quem era seus pais, seus avós, seus tios, se tinha irmãos se não os tinha, não sabia de seus primos. Ele não sabia ao menos o seu próprio nome. Choi Suyeol foi o nome que a cozinheira do lugar o deu, era o nome que queria para seu filho, mas não podia ter um, Choi era seu sobrenome. Choi Hae Young, a melhor pessoa que alguém poderia conhecer.

A mulher cuidava de si como um próprio filho e aquilo deixava-o alegre, foi com ela que teve o primeiro contato de amor materno. Ele era muito feliz. Aos dez anos, porém, sua vida mudara completamente com a chegada de um garoto aparentemente mais novo e mais frágil que ele mesmo, e então, Haeyoung recomendou-lhe se aproximar do menino e fazer amizade, Suyeol não tinha amigos.

Durante dias, observou o garoto novo de longe, com medo de aproximar-se dele e de tentar uma amizade, era muito novo para pensar naquilo e não sabia lidar com a onda de sentimentos que caíram sobre si ao vê-lo. Foi, então, que em uma noite chuvosa, ouviu gemido fracos vindo de uma das camas depois da sua.

Os móveis eram separados por cortinas que variavam em branco e azul, as cores falhas do orfanato. Era até conhecido em Seul, por ser um dos maiores e ser mentido pela igreja, bem ao estilo século XX.  Tinham hora para tudo, o que era um saco. Guiado pelos raios e encolhendo-se ao ouvir os trovões que estalavam no ar, Suyeol conseguiu chegar até o som. Puxou as cortinas cuidadosamente e surpreendeu-se ao ver o garotinho todo encolhido contra a cabeceira, abraçando as pernas.

Lentamente, andou até o menor, de olhos arregalados. – O que você tem? – Perguntou. O garoto apontou para fora, e voltou a se encolher soltando mais um soluço quando um novo trovão soou e o relâmpago cortou os céus. Confuso, arregalou os olhos, sem saber o que fazer. – Eles não podem te machucar aqui dentro. – Disse inocentemente aos dez anos. – Fica... Comigo... – Foi a resposta do menor. Ali, uma nova chama acendeu no peito de Suyeol: proteção.

Subiu na cama com certa dificuldade e encostou-se na cabeceira da cama, puxando o corpo menor para seu colo e em seguida, puxando as cobertas para tapa-los. Deslizou uma das mãos pelas costas do garoto e a outra levou para seus fios, acariciando-os com extrema calma. Pouco depois, ouviu o choro diminuir e então, longos minutos após isso, percebeu que o menor dormira, ali, em seu colo. Riu baixinho, observando-o até cair no sono.

Depois daquele dia, os dois viraram amigos, quase irmãos. Haeyoung ficara feliz pelo avanço de Suyeol e alegrava-se ao ver seu menininho conhecer alguém. A paz durou durante mais cinco anos entre eles, nunca nenhum dos dois foi adotados, Suyeol principalmente, por já ter uma idade avançada. Então, um dia, a notícia de que a instituição seria fechada chegou aos ouvidos dos órfãos. Eles seriam mandados para outras casas de cuidado e os que estavam em processo de adoção, seriam finalmente mandados para os outros lares.

Haeyoung, desesperou-se. Como os dois menores se cuidariam, se fosse separados? Ela sabia dos sentimentos de Suyeol pelo companheiro e mesmo muito novo e às vezes repreendendo-se por sentir aquilo, Suyeol não seria capaz de deixa-lo. Então, alguns dias mais tardes eles souberam que a cozinheira os levaria junto dela. Não era casada e morava sozinha, era uma casa com apenas uma cozinha pequena e dois quartinhos ainda menores. Ela deixou que os meninos decorassem o próprio quarto com um dinheiro que guardara exatamente para os dois.

Suas vidas eram simples e mesmo assim os três eram felizes. A vida de Suyeol novamente dera um solavanco, com a morte repentina da mãe, ele já a chamava assim. Seu mundo acabou e seu único porto seguro continuava sendo seu pequeno. Anos depois, sobrevivendo de pequenos furtos e de coisas que eles conseguiam fazer pela vizinhança, ainda mantinha o quartinho do mesmo jeito, cuidado, da maneira deles, da casa de Haeyoung, que agora era deles.

Suyeol não tinha nada, mas ele possuía o melhor: o amor. Foi amado por Haeyoung e por seu melhor amigo de infância que mais tarde, virara seu namorado.

x-x

– Você já sabe essa história! Você estava lá! – Disse, olhando para o teto como sempre fazia. Não obteve resposta, notando, então, que o outro dormira em seus braços, como sempre acontecia todas as noites. Sorriu, selando a cabeça do pequeno e o mantendo junto a si, para fazê-lo sentir-se seguro durante a noite.

personalidade

Suyeol é um garoto tímido, doce e educado. É inteligente e tenta usar isso para sobreviver e deixar o namorado mais confortável com a dura vida que eles levavam. Quando se trata dele, é bastante protetor e não se importa em usar da força que tem para manter o menor seguro. Fica no canto, sem incomodar ninguém e é gentil, mesmo com tudo que passou, conseguiu ser uma pessoa boa, toda educação advinda de Haeyoung. Não tinha uma formação ainda, pois só possuía as aulas no orfanato, mas sabia lidar muito bem com as palavras e isso o ajudava a trazer poucos dinheiro para casa.
Civis
23 anos
A
Alpha-A
Adultos
Homossexual
Sul-coreano
Atributos
VOCAL: 00 PONTOS
RAP: 00 PONTOS
DANÇA: 00 PONTOS
ATUAÇÃO: 00 PONTOS















Adultos
avatar
Mensagens :
1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Choi Su Yeol

Mensagem por Someone em 28th Janeiro 2016, 2:18 pm

Fichas
With love, Kaorgie.
Ficha aceita, parabéns! <33

Bem-vindo ao Sunny Days
Someone
avatar
Mensagens :
271

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum